Pop(ular)

Pois é amigos (se sentindo a blogueira profissional), cá estamos nós, vivos e bem. Depois de tantos sustos e da mamãe ficar tão enjoada a semana inteira, resolvemos postar alguma coisa. Afinal, blog parado é a treva!

Depois de um domingo e segunda-feira na emergência, chega a calmaria da terça-feira. Fui ficar na casa dos meus pais, eles não moram aqui no Rio, então quando estão aqui eu gosto de aproveitar pra ir lá. Até pra eles verem o neto (ou neta né?) crescendo aqui dentro. Pedi pra minha mãe fazer o bolo divino de chocolate dela. Olha, ainda não conheço ninguém que faça um bolo melhor! E quando o papai chegou pra nos buscar, fomos no shopping comprar um presente pra vovó Zel. Sim! Primeiro aniversário da nossa maratona de aniversários da semana!
Fomos naquela Brasil Cacau. Não conhecíamos, mas adoramos tanto o atendimento, quanto a qualidade dos bombons. Compramos uma sacolinha linda em forma de bombom e enchemos ela de chocolates. Vovó gostou, mas o papai... Ah, ele amou HAHAHA! Eu trouxe o bolo que minha mãe fez pra gente cantar parabéns. Pra mim, não existe aniversário sem bolo...Depois fomos no Habib's comprar uns kibes e bolinhos para comer com a família. Foi bem legal!

Quarta-feira: e lá vamos nós, mais um aniversário, hoje é da minha madrinha de crisma, mãe da minha irmã, ex mulher do meu pai (confuso?) e minha terceira mãe. Não só, hoje resolvi ficar em casa, super enjoada. Mas de última hora resolvi ir nos meus pais. Dormi tanto, gente. Mas taaaanto! Apaguei depois do almoço, e só acordei quando Mauro estava chegando pra me buscar.
Por falar no papai, ele tá doentinho. Tá gripado, com sinusite atacada... Nem tá podendo ficar muito com a gente (ô tristezaaaaa).
Toda quarta fazemos um curso no centro espírita que frequentamos. A aula do dia foi sensacional. O espiritismo (kardecismo) veio pra mim através da dor, quando perdi o outro bebe. Foi difícil superar, até hoje choro por ele, mas Deus sabe de tudo, e foi isso que me confortou. A dor é grande, mas como conhecer as alegrias sem tristezas? Impossível não é mesmo? Infelizmente...

Jefferson, Aline, nós e Matheus (titios!)
Bem, vamos a quinta-feira: HOJE! Ah gente, hoje é aniversário da minha irmã. Minha favorita irmã. Minha linda favorita irmã. Ela tem quase 10 anos a mais que eu, mas é a que mais me aconselha e mais me apoia em tudo.
A festa foi bem bacana, comi bolo, brigadeiro (huuuuuuuuuuuuuuuuuuuuum), strogonof & (ênfase no E, por favor) salgadinhos. Tava tudo uma delícia! Pedro/Malu amou!

Amanhã fazemos 15 semaninhas, tô tão feliz. Pra mim, cada semana é uma vitória. Ando sentindo mais enjoos a noite, muita vontade de ir ao banheiro, sonhos cada dia mais bizarros, gases, muuuita azia, meu paladar anda esquisito e muitas outras coisas estranhas. Coisas que eu nunca senti na vida. Um calor absurdo de dentro pra fora. E o amor? Ah, esse só aumenta. Eu amo conversar com esse bebe. Às vezes acho que já até sinto mexer tudo aqui dentro. Há quem diga que é muito cedo, mas ao meu ver tá demorando demais rs

Vamos aguardar mais um texto lindo do papaia amanhã. Ainda acho que isso daria um belo livro.
Beijos em todos. O dramim tá começando a fazer efeito! rs

Nenhum comentário:

Postar um comentário