Relatos de um Pai

16ª Semana:


Barriguinha de 16 semanas.
O Tempo corre depressa. Parece que foi ontem que descobrimos a sua companhia. Essa semana foi muuiiito especial. A ansiedade tomou conta de papai e mamãe, além de amigos e de sua família, todos loucos em saber se você é Pedro ou se é Malu.

Na 2ª feira, fomos rever você. Depois de uma semana complicada, com todo medo que nos rondou, nada melhor do que te ver bem. E te rever foi incrível, surpreendente, mágico e inexplicável (não seria capaz de descrever a sensação que tive, ainda não existe a palavra pra isso).

Quando a médica ligou o aparelho, qual foi a nossa surpresa quando seu primeiro movimento foi um "Oi" acenado com seu pequeno braço (isso me deixou extasiado e muuuuito feliz). Foi como se dissesse: "Oi papai, tudo bem com você?". Ao mesmo tempo que meu coração batia muito forte, parecia que iria parar. Foi uma emoção que posso afirmar, categoricamente, que nunca havia sentido em momento algum da minha vida.
Eu não conseguia parar de olhar pra você e parecia que você também me olhava e que também sorria. Quando a médica colocou o som do seu coração, ele também batia forte como o meu. Foram, aproximadamente, 10 minutos que ficamos te vendo, foram os melhores 10 minutos da minha vida.
Tentamos ver se você era Pedro ou Malu, mas brincalhão que é, percebemos que não seria fácil e você ficou numa posição onde o aparelho não conseguia nitidez. A médica falou que você está muito bem, seu peso e tamanho estão maravilhosos. Isso é mais importante que saber seu sexo. Muito mais importante.
E finalizamos a ultrasonografia, e para nossa surpresa novamente, seu último movimento foi um aceno com o braço, um aceno de "Tchau, papai...até a próxima". E com isso segurei forte as lágrimas, para que ela não caísse.



Eu te amo, filho ou filha.
Seu pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário