Sobre Partos

Hoje a postagem não é pra você, filhote. É meio que um desabafo e uma pesquisa bem sinistra que a mamãe fez e faz todos os dias. Meu medo de cirurgias e agulhas me faz optar pelo parto normal, mas meu medo de ser cortada ou de ter que usar o fórceps me diz pra fazer aquele tipo de parto natural, onde a mãe escolhe se quer na banheira, se quer na cama, etc. Mas, o maior medo de todos, é a bolsa estourar e, com o trânsito caótico do Rio de Janeiro, não dar tempo de chegar no hospital e você nascer no meio do congestionamento. Nossa, como eu já queria ter me mudado pra uma cidadezinha de interior. Ou, queria que desse a sorte de você nascer num feriado nublado, ou numa segunda-feira de madrugada, sei lá. A cesariana nos pouparia de ter esse medo, afinal, marcaríamos tudo, desde o dia, até a hora do seu nascimento. Outro medo é o tempo de trabalho de parto, é meio sacrificante pra mãe, e pro bebe também. Quantos partos duram minutos? Quantos duram dias? Pois é, com a cesariana, em 5 minutos você chega. Eu realmente só quero pensar nisso a partir da 39ª semana, mas a ansiedade e o medo me consomem e não permitem que eu simplesmente afaste esses pensamentos. Eles me consomem, às vezes.

Pra alguns pode ser estranho, conheço tanta gente que antes mesmo de engravidar já diz que quer fazer cesariana, que não quer sentir dor, que não quer ter com o que se preocupar. São poucas que fazem parto normal, geralmente as mais pobres que não tem plano de saúde e optam pelo S.U.S.. Juro, vou fazer de tudo, trabalhar muito o meu psicológico pra tentar o parto normal, mas não queria ser cortada, nem nenhum tipo de violência, e é isso o que mais me preocupa.
O parto é pra ser um momento tão mãe-e-filho, é um momento único, onde o nosso laço carnal é cortado, e se estabelece um laço emocional muito mais forte. Além do que no parto normal o leite desde mais rápido, e tem médico que diz que algumas bactérias presentes no canal vaginal fazem bem para o bebe. Ai, são tantos meus medos e incertezas. Tenho medo de fazer uma coisa, e me arrepender.

Uma coisa eu tenho certeza, quero que você escolha o dia que vai vir ao mundo, quero esperar a bolsa estourar pra fazer qualquer coisa, e tô cagando pra se o médico que vai fazer meu parto não é o mesmo que me acompanha no pré-natal. O importante é a sua chegada, é você estar pronto pra vir ao mundo. Nada mais.

Mais pra frente faço uma postagem mais esclarecedora, essa foi mais um desabafo do que qualquer outra coisa.

Filhote, mamãe te ama. Independente de como vier, você vai ser amado da mesma forma.

2 comentários:

  1. Lindo o texto e concordo com tudo.
    Quanto a mulheres que ainda nem engravidaram e já dizem que vão fazer cesária eu já sou o contrário! Quero muito poder fazer normal!
    Se o Pedro/Malu puder vir ao mundo de parto normal, aconselho que faça essa escolha, pois acompanhei de perto a gestação de uma amiga que teve de parto normal e diz que não se arrepende e que toda a dor e o nervosismo vale MUITO apena e que faria tudo de novo! Ela teve o bebê bem a noite e eu fui visita-la logo pela manhã do dia seguinte, chegando lá pensei que ia a encontrar " mortinha" toda ruim em cima da cama e o cenário foi totalmente outro!
    Ela já estava de banho tomado, arrumando as roupinhas e toda maquiada ! Aquilo me surpreendeu de tal forma que mal conseguia acreditar! Outras amigas que fizeram cesária no dia seguinte ainda estavam super debilitadas precisando de ajuda pra tudo!
    Bom,o importante é que venha com muita saúde! Beijinhos ;*

    Bárbara Pereira (Binha)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Binha, só agora que vi seu comentário, rs.

      Pois é, é exatamente pela melhora rápida que quero muito o parto normal, mas os médicos do Rio estão tão acomodados com a cesariana que complicam a minha vida. Orando pra dar tudo certo. Afinal, caso pouco tempo depois, e o normal tem uma recuperação incrivelmente rápida.

      Obrigada pelo apoio! Beijos!

      Excluir