Relatos de um Pai

25ª Semana

A 25 semanas atrás, eu nem imaginava o que estava pra acontecer na minha vida. Pouco tempo depois, a ansiedade que tomava conta da mamãe me trazia medo. Todo mês era a mesmíssima coisa - menstruação atrasava, ela criava esperança e nada acontecia - até que depois de 8 meses, a coisa parecia mudar.

Sua mãe acordou cedo querendo fazer logo o exame e eu não concordava, com medo de mais uma vez ver a decepção em seu rosto, disse não e coloquei um ponto final nessa história, por alguns minutos. E aquele não que dei a ela, mexeu comigo. Não consegui me concentrar em mais nada, então ao chegar no trabalho liguei para ela. Faz o exame. Eu quero que você faça, eu fui egoísta.
E ela fez. A ansiedade tomou conta de nós dois, confesso que ainda mais da mamãe. O exame foi feito de manhã e o resultado sairia a noite. Mamãe não conseguiu ver, pediu pro papai olhar e dizer a ela. Virei o computador e olhei o exame, minha cara foi de "decepção" (não podia deixar passar o suspense que queria fazer). Ao ver minha expressão, sua mãe chorou. Chorou por mais uma vez, pela última vez. 
Fechei o computador e a abracei enquanto ela chorava e em seu ouvido disse: Parabéns, mamãe!




Ela ficou sem entender e então mostrei pra ela: estava gravidíssima


Choramos, comemoramos e a partir daquele momento minha vida tomava um rumo diferente. Sim, por escolha.
Não foi sem querer, não foi acidente. E hoje vejo que entre todas as minhas decisões, essa foi a mais acertada. E acredito que será sempre a melhor decisão durante toda a vida.

Malu, minha princesa. 

Malu, minha vida. 
Mudei por você e pra você. 

Malu, você me transforma a cada dia, a cada segundo que está nessa vida. 

Malu, de mim, você tem a meus sonhos, meus planos, minha vida.
Sem você, nada mais teria graça. 

Eu te amo, bem antes da paternidade e sem dúvidas bem depois.

Seu Pai.


Nenhum comentário:

Postar um comentário