Relatos de um Pai

33 semanas



Antes de virmos à Terra, eu e sua mãe deixamos acertado lá em cima, que você viria como nossa filha. Quando eu e sua mãe nos reencontramos por aqui, não tínhamos idéia do que estava reservado pra nós. Duas pessoas que nem pensavam em ficar juntas novamente, ficaram. Em pouco mais de um ano você veio pela primeira vez, como se ensaiasse a sua chegada. Não sabíamos como agir, éramos adultos sem muitas responsabilidades. E naquele primeiro susto, acordamos. O que era medo, se tornou segurança com o apoio de toda família. Estávamos em êxtase com o momento vivido. Ainda que muito felizes, a ficha demorava a cair e quando caiu, foi da pior maneira. 2 dias depois de ouvirmos seu coração bater pela primeira vez, perdemos você. Eu chorei como nunca havia chorado na vida. Sua mãe idem. Era um sentimento que não dava pra explicar, ainda não dá. Mal sabíamos que você só estava nos acordando pra vida. E então, na mesma época, no ano seguinte e com mais segurança, você voltou. Aquele sentimento, que nunca mais havia saído do meu peito, hoje transcende o normal. E aí foi quando, realmente despertei pro que havíamos combinado anteriormente. Não posso dizer que estamos completos, porque sei que você terá irmãos, o que posso dizer é que nossos planos estão sendo concretizados e que nossa família é uma família perfeita a meus olhos. Te aguardo ansiosamente.


Eu te amo
Seu pai

Nenhum comentário:

Postar um comentário